sábado, março 01, 2008

O transeunte que passa
não sabes quem ele é
és tu
sou eu
é gente conhecida até

O transeunte que passa
tantas voltas já deu
nos sonhos que pisa
as velhas feridas que sofreu

Mora escondido no anonimato
e ainda que alguém lhe ache graça
parte em nuvens de mistério
Oh como é belo
O transeunte que passa