domingo, maio 27, 2007

por aqui te tenho procurado
e tenho expirado
os vapores da memória
da tua beleza que me desequilibra

por aqui tenho rojado
e tenho inspirado
a velha saudade
desse olhar que resguardo

por aqui tenho fluído
e tenho sentido
a falta do teu sorriso
desse trejeito que me faz viajar

por aqui


quinta-feira, maio 24, 2007

quinta-feira, maio 10, 2007

Tua face
porto de belas trocas
onde barcos se carregam
da beleza que transportas

Teus olhos
janelas desse mar
profundo de tranquilidade
onde me perco ao mergulhar

Tua boca
ponte de teu rio
soa a vida e teus poemas
suaves gestos de cicio

Teus cabelos
rasgos de criatividade
exposições de teu pensar
alegórica originalidade

Teus passos
ponderados
com quem se cruzarão ?


quarta-feira, maio 02, 2007

para mares nunca de antes navegados
fluí com a vida
em rios de sentimentos
de rochas carregados

e nos meandros de águas paradas
senti o ritmo de um saxofone solitário
a leve melodia de um amor traçado
as histórias, rochas sedimentadas
coisas velhas de um passado
como leves gotas de água que caem!

vi gesticulares pássaros a dançar
nesse fio de vento
que cobre terra, que cobre o mar
pinturas de sublime imaginação
coisas da vida, belezas da criação
e eu e tu, dispersos a sonhar

ahh meu amor! ...

há entre nós um momento
que transporta uma beleza rara
de simples cumplicidade
é um desejo de amar
por aí a amarar

(não há fotografia para este texto, apenas uma música num vídeo a acompanhar)